Trump e aliados preparam terreno para questionar eleições de 2024

Fonte: Conexaopb com agenciabrasil

Publicada às 22/05/2024 02:20

Ele ainda se recusa a reconhecer a derrota de quatro anos atrás nos Estados Unidos, por isso não seria surpreendente se Donald Trump estivesse preparando as bases para contestar outro revés eleitoral.

Um grupo de republicanos ambiciosos que rejeita o compromisso de reconhecer os resultados gera preocupações de que uma situação similar à de 2020 se repita, a poucos meses da "revanche" de Trump contra o democrata Joe Biden em novembro.

Muitos deles têm planos para o cargo de vice-presidente, incluindo o senador da Flórida, Marco Rubio, que disse à emissora NBC no domingo que não aceitaria uma eleição "injusta" e acusou os democratas de terem "se oposto a todas as vitórias republicanas desde 2000".

Rubio se referia às reações contrariadas dos democratas John Kerry e Hillary Clinton, em 2004 e 2016, embora ambos tenham reconhecido a derrota e permitido uma transição pacífica de governo.

Trump, por sua vez, afirmou que as eleições de 2020 foram "fraudadas" e liderou uma campanha para levantar dúvidas sobre a sua derrota para Biden através de múltiplas teorias não comprovadas que inspiraram a violenta invasão de seus apoiadores ao Capitólio.

Anos de investigação e mais de 60 ações judiciais não encontraram nenhuma evidência de fraude, mas Trump afirmou sem provas, na sexta-feira passada, que havia vencido "de forma esmagadora" em Minnesota, um estado onde perdeu por mais de 200 mil votos.