‘Jamais usaria uma situação constrangedora dessas como trampolim político’, garante Veneziano

‘Jamais usaria uma situação constrangedora dessas como trampolim político’, garante Veneziano

- Categoria: Paraiba
O deputado federal Veneziano Vital do Rêgo (PMDB), nesta sexta-feira (11), assegurou que não utilizará o seu afastamento do partido como base para sua campanha nas próximas eleições. Especulou-se que o peemedebista poderia se posicionar como opositor a Michel Temer e assim aproveitar politicamente a grande rejeição do presidente.
 
“Não posso usar essa fato, que é constrangedor, é chato para mim como meio ou justificativa. Apenas tenho a lamentar, o meu sentimento nesse momento é de indignação, não tem nada a ver com perspectivas futuras”, declarou.
 
Em contato com a redação do portal Paraiba.com.br, o parlamentar revelou que o seu foco eleitoral agora é apenas de se manter em seu cargo na Câmara Federal: “não existe qualquer menção a outro objetivo a não ser a reeleição e não é um fato como esse que me colocaria a postular outro cargo”. 
 
O presidente do PMDB, senador Romero Jucá (RR), assinou na tarde desta quinta-feira (10) a suspensão por 60 dias de seis deputados do partido que votaram a favor da investigação do presidente Michel Temer pelo Supremo Tribunal Federal a partir da denúncia da Procuradoria-Geral da República.
 
Além de Vené, foram punidos Jarbas Vasconcelos (PE), Sergio Zveiter (RJ), Vitor Valim (CE), Laura Carneiro (RJ) e Celso Pansera (RJ). Ao cumprir a ameaça feita antes da votação da denúncia, Jucá deixa os parlamentares dissidentes. Além disso, os seis também vão perder os eventuais cargos que tenham no Governo Federal.

Deixe uma Resposta