Oposição encontra Estação Ciência abandonada e acredita que desinteresse da PMJP tem viés político

Oposição encontra Estação Ciência abandonada e acredita que desinteresse da PMJP tem viés político

- Categoria: Politica

Os vereadores da bancada de oposição de João Pessoa visitaram a Estação Cabo Branco – Ciência Cultura e Arte na manhã desta terça-feira (16) e encontraram uma situação precária no equipamento turístico. Até mesmo um banheiro para deficientes foi flagrado sendo utilizado como copa em um dos principais cartões postais da capital paraibana.

O vereador Eduardo Carneiro afirmou em entrevista ao ClickPB que o desinteresse em manter a estrutura turística em pleno funcionamento pode ter uma conotação política. “É uma obra que foi realizada pelo então prefeito Ricardo Coutinho e foi repentinamente abandonada. Tudo leva a crer que isso aqui tem viés político para não manter uma obra que foi feita em outra gestão”, lamentou.

Desde as 9h os vereadores aguardam alguém da Secretaria de Infraestrutura (Seinfra) ou da diretoria da Estação Cabo Branco para conseguir entrar no Mirante. O vereador Eduardo Carneiro considera que “não só os turistas, mas a população de João Pessoa sente falta desse ponto turístico importante que traz o turismo, traz emprego e renda pra cidade de João Pessoa”.

A turista de São Paulo, Natália Sousa de Jesus, que pela primeira vez veio ao estado da Paraíba, foi até a Estação Cabo Branco e encontrou o mirante fechado para visitação. Ela afirmou ter recebido recomendações para o ponto turístico, mas ficou decepcionada quando chegou ao local. “É triste, eu queria realmente conhecer”, lamentou ao encontrar o ponto turístico fechado.

Em vídeo, o vereador Marcos Henriques lamenta a situação em que encontrou o banheiro sendo utilizado como copa. Ele ressaltou que existem até mesmo marmitas no local. “Os funcionários, acredito que façam suas refeições aqui no banheiro”, destacou espantado o vereador.

“A gente vê toda a infraestrutura comprometida, banheiros com vazamento. É lamentável”, afirmou Marcos Henriques.

O gramado ao redor do prédio principal está totalmente descuidado e avança inclusive nos equipamentos educativos, como o tabuleiro de xadrez em tamanho grande, que também está enferrujado. O espelho d’água que rodeia o prédio principal também está com o chão descascando, o que acaba prejudicando a água no local.

O próprio prédio principal está descuidado, precisando de pintura e de pequenos reparos. O próprio corrimão e os vidros de proteção estão quebrados e com as partes metálicas enferrujadas. O acesso ao teto panorâmico também permanece interditado.

O vereador Bruno Farias lamentou que o mirante e o próprio prédio principal da Estação Cabo Branco estejam interditados há três anos. A alegação para a interdição é baseada em deficiências estruturais. “Por mais que acolhamos esta justificativa por parte da Prefeitura Municipal de João Pessoa, é inconcebível que uma joia como essa que nós temos encravada em um dos pontos turísticos mais exuberantes do mundo. É inconcebível que o prédio principal desse conjunto arquitetônico esteja fechado há quase três anos”, lamentou.

Ele destacou que pelo tempo em que a interdição vigora, teria dado para construir outro prédio ou pelo menos judicializado a questão. “O que se percebe é o abandono, a falta de zelo inclusive com ações básicas, elementares como a pintura, como a conservação dos jardins”, comentou Bruno Farias.

Ainda segundo ele, o que pode ter motivado o desinteresse da prefeitura na Estação Cabo Branco é a simples disputa política. “Eu creio que seja uma mediocridade política do prefeito pelo fato desta obra ter sido a menina dos olhos do então prefeito Ricardo Coutinho e também do ex-prefeito Luciano Agra, ele, talvez com dor de cotovelo tenha fechado os olhos para essa obra prima que existe na cidade de João Pessoa”, ressaltou.

A diretora da Estação Cabo Branco, Marianne Góes, afirmou em entrevista à imprensa que apesar de todas as interdições na estrutura, “as programações estão acontecendo, nós relocamos porque a gente não pode estar com a torre funcionando ela estando em plena reforma”. Apesar de afirmar que o local está em reforma, não estão acontecendo obras no prédio. Marianne ainda afirmou que “uma boa parte do serviço já foi feita, agora a gente aguarda a conclusão”.

Ela ainda afirmou que “a prefeitura está tomando todas as providências para finalizar a licitação e fazer o que precisa ser feito para concluir, mas que hora nenhuma isso aqui ficou sem programação, sem funcionamento”.

A Estação Cabo Branco – Ciência, Cultura e Arte foi projetada pelo arquiteto Oscar Niemeyer e inaugurada no dia 3 de julho de 2008. Menos de dez anos após sua inauguração, a estrutura turística enfrenta problemas estruturais.

Deixe uma Resposta