Justiça suspende cassação de vereador, que deve retornar ao cargo no Sertão do Estado

Justiça suspende cassação de vereador, que deve retornar ao cargo no Sertão do Estado

- Categoria: Sertao

O vereador da cidade de Desterro, no Sertão do Estado, Tiago Simões, deve retornar ao cargo depois de ter tido seu mandato cassado pela Câmara Municipal da cidade. Uma decisão do juiz Carlos Gustavo Guimarães, da comarca de Teixeira, suspendeu a cassação.

Tiago Simões dos Santos e Napoleão de Almeida, ambos do PR, foram cassados em sessão na última quinta-feira (30). O processo de cassação durou mais de dois meses e os vereadores foram considerados culpados por falsificação de documentos públicos e quebra de decoro parlamentar.

O vereador Napoleão de Almeida impetrou mandado de segurança na Justiça, mas não obteve decisão a respeito. Após a cassação dos dois vereadores, os suplentes Gusmão Almeida e Ermando Rufino assumiram as vagas na Câmara.

Segundo informações do presidente da Câmara Municipal de Desterro, Vamberto Leite, Tiago Simões foi flagrado tentando adulterar o resultado da votação para escolha da Mesa Diretora da Câmara. Já Napoleão Andrade, ocupava a posição de presidente interino da Câmara e legitimou o resultado da votação, mesmo com a denúncia de irregularidade e o registro de um Boletim de Ocorrência na Polícia Civil.

Após o flagrante de adulteração, a Justiça determinou a realização de uma nova eleição, que conduziu Vamberto Leite ao posto de presidente da Câmara por dois anos. O próprio presidente eleito apresentou o pedido de cassação dos dois vereadores.

Seis vereadores votaram a favor da cassação do mandato de Tiago Simões e dois preferiram se abster da votação. Já Napoleão de Almeida recebeu seis votos a favor de sua cassação e três abstenções. Os dois suplentes dos cargos de vereador foram convocados para votar no lugar dos afastados.

Deixe uma Resposta